Jeitos de envelhecer

A chamada terceira idade é o grupo etário que mais cresce no Brasil: anualmente, cerca de 260 mil pessoas atingem os 65 anos. E, com os avanços da medicina, a expectativa de vida também tende a aumentar. Estimativas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que em cinco décadas haverá no país 42 milhões de “novos” idosos. Essa mudança na distribuição etária da população deve desencadear variações radicais ne hábitos de consumo, cuidados com a saúde e, principalmente, alterações na subjetividade.

Afinal, quantos de nós, na infância, ou mesmo na adolescência, não julgávamos que pessoas com 30 ou 40 anos eram “velhas”?  Conforme vamos amadurecendo – e, nós mesmos, chegando perto dessa idade (ou a ultrapassando) – não passamos a considerar que aqueles com 50, 60 anos e até mais são ainda “muito jovens”?

Viver mais, porém, trará outras preocupações. A maior delas talvez seja a aproximação de uma “epidemia” de demência, como alerta o psiquiatra Leonardo Caixeta, doutor em neurologia pela USP e organizador do livro Demência – Uma abordagem multidisciplinar (Atheneu, 2006). Em 2006, a revista The Lancet, uma das mais prestigiadas da área médica divulgou uma estimativa preocupante: até 2036 aproximadamente 80 milhões de pessoas sofrerão do transtorno.

Evitar o quadro de forma definitiva ainda é um sonho dourado dos cientistas. Mas é possível prevenir ­– ou pelo menos retardar – seu aparecimento e evolução. “O cérebro é como um músculo: exercite-o e ele permanecerá ativo e funcional”, alerta Caixeta. Assim, leituras, problemas de lógica e questões que exijam raciocínio podem ser mais que uma diversão.

Exercícios físicos também são fundamentais: aumentam o fluxo sangüíneo cerebral, propiciam a formação de novos vasos no córtex, induzem à produção de proteínas, estimulam o crescimento de neurônios e favorecem a formação de novas sinapses. Estudos mostram ainda que isolamento, solidão, ressentimentos e mágoas acumuladas podem deixar as pessoas mais frágeis ­– tanto emocional quanto fisicamente. Por outro lado, bom humor, generosidade e solidariedade favorecem a boa saúde ­ e ajudam a manter distantes pequenos derrames e lesões cerebrais que podem desencadear a instalação de demências. Ou seja: para muitos de nós, a forma como envelhecemos pode depende mais de uma escolha cuidadosa que das artimanhas do acaso.

Assentos sanitários

Assentos fora de linha

Cubas

Barra de apoio

E muito mais só na mil Assentos 11- 3032 0074

Acessórios para banheiro acesse: www.milassentos.com.br

Tags: , , , , , , , , , , , , , ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: